FANDOM


A criação desta língua se deu por ideia de um brasileiro, natural de Brasília, que prefere se manter no anomimato.

Em 2011 se informou sobre o esperanto e ainda em 2011 começou a fazer um curso on-line de inglês no site busuu.com. Há muito tempo percebeu o problema do português em ter palavras muito extensas, mas também reconheceu problemas no inglês. O esperanto, ao ler suas regras gramaticais por cima, pareceu ser regras gramaticais bem simples para se criar uma língua fácil de aprender.

Mas não se aprofundou naquele momento no esperanto. Mas uma coisa se constatou, todas as línguas tem palavras longas, as vezes frases bem complexas e a grande maioria delas regras complicadas. Também constatou-se que não existia uma língua de fato curta, com palavras de no máximo 7 caracteres e veio a ele a ideia de criar uma lingua assim.

Todas as línguas tem palavras abreviadas, palavras que se fundiram em novas, linguagem coloquial encurtada e outras maneiras de se reduzir frases ou palavras. Ou seja, se constata que há uma tendência natural da língua se simplificar, ficar menor e com regras mais fáceis. Sendo assim, este brasileiro teve a ideia de criar uma língua em fevereiro de 2012 com regras gramaticais simples e descomplicadas (parecido com o esperanto) e com palavras curtas de poucos caracteres. A maioria das palavras devem ter 4 ou 5 caracteres no máximo. 6 ou 7 é exceção.

Sendo uma língua com uma regra assim, é possível passar um número maior de informação com uma quantidade menor de energia e espaço. O objetivo é que um texto como este digitado aqui na história desta língua, seja digitado em pelo menos 30% menos caracteres. Futuramente, a medida que a língua for se desenvolvendo, pretende-se criar uma versão desta Wiki na própria língua.

O nome Cuta é do próprio português no sentido de ser algo curto (curta - cuta).

Para finalizar, o alfabeto da linguagem por conter 21 caracteres, é possível de 1 a 5 letras uma grande quantidade de combinações, a saber:

Número de casas / combinações

1 = 22

2 = 22 x 22 (484)

3 = 22 x 22 x 22 (10.164)

4 = 22 x 22 x 22 x 22 (223.608)

5 = 21 x 21 x 21 x 21 x 21 (4.919.376)

Total = 5.153.654 combinações

Claro que nem todas as combinações de palavras são permitidas, isto será explicado em parte própria, mas com uma possibilidade de até 5 milhões de palavras diferentes há dentro deste quantitativo uma quantidade de combinações suficientes para gerar palavras suficientes para representar todas as situações e ações humanas atuais, como já acontece com as línguas modernas.

Só para se ter ideia, o português possui mais de 435.000 verbetes que são palavras que têm significado formal no dicionário e uma parte considerável delas são sinônimos de outras palavras.

http://fernandajimenez.com/2010/04/10/quantas-palavras-existem-na-lingua-portuguesa/

Todos os itens (1)